A pandemia de Covid-19 mudou o dia a dia de muitos brasileiros. Muitas atividades da nossa rotina tiveram que ser alteradas, por conta da necessidade de restrições e de distanciamento social. A renovação da CNH foi uma das atividades impactadas e foi suspensa durante o período mais crítico de transmissão do vírus. Porém, com o controle da doença e a redução de casos e óbitos, os órgãos voltaram a exigir a atualização desse documento.

Desse modo, se você está com a sua Carteira Nacional de Habilitação vencida, veja abaixo o que é preciso fazer para regularizá-la e não ser penalizado ou perder o seu direito de dirigir:

  1. Após o vencimento da CNH, o documento ainda possui validade de 30 dias para que você possa ter tempo hábil para renová-lo.
  2. Caso você seja motorista das categorias C, D e E da CNH, em primeiro lugar você deverá fazer o exame toxicológico em um laboratório credenciado pelo Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN). Quando o laudo do exame fica pronto ele é encaminhado diretamente ao Detran do seu estado.
  3. Motoristas de ônibus, caminhoneiros, taxistas, motoristas de aplicativos de transporte, ou qualquer motorista que exerça atividade remunerada envolvendo o transporte de pessoas ou de bens, também precisam realizar o exame psicotécnico.
  4. Após essa etapa é necessário fazer preencher o formulário de renovação no site do Detran e fazer o agendamento para o atendimento presencial. É recomendado guardar ou imprimir o protocolo com todas as informações de agendamento e apresentar no dia escolhido junto com os documentos de identificação originais e cópias, como RG, CPF e CNH. Além disso, deve ser levado um comprovante de residência original emitido em menos de três meses.
  5. É necessário realizar também o exame médico de aptidão física e mental.
  6. Após a aprovação nos exames, é necessário pagar a taxa de renovação da CNH.

Cumpridas todas essas etapas, o novo documento será enviado, em até 7 dias úteis, ou deverá ser retirado no Detran.