Uma nova recomendação do Ministério da Saúde orienta que idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos devem fazer um reforço em sua imunização. O reforço vale para quem tomou qualquer vacina contra a Covid-19 no Brasil e será realizado, preferencialmente, com uma dose da Pfizer/BioNTech. Na falta desse imunizante, a alternativa deverá ser feita com as vacinas de vetor viral, Janssen ou Astazeneca.

A dose de reforço para imunossuprimidos é orientada, a princípio, para pessoas que tomaram a segunda dose (ou dose única) há pelo menos 28 dias. Já para idosos, acima de 70 anos, que completaram o ciclo vacinal há 6 meses, também recebam mais uma dose de vacinas Covid-19.

Cidades como Rio de Janeiro e São Paulo começaram a aplicação da dose adicional nesta segunda-feira. Então, se você se enquadra nos grupos indicados, fique atento ao calendário vacinal.